Ouça as Rádios
Três Lagoas
Nos seis primeiros meses de 2017, foram 21 homicídios em Três Lagoas, uma média de 3,5 por mêsNos seis primeiros meses de 2017, foram 21 homicídios em Três Lagoas, uma média de 3,5 por mês - Celso Daniel/JPNEWS

VIOLêNCIA

Estudo mostra que 4 em cada 10 brasileiros têm medo de ser assassinados

Brasil tem a nona maior taxa de homicídios do mundo; Três Lagoas registrou 21 só nos primeiros seis meses do ano

Por Sergio Colacino 13 SET2017-06h:30

Uma pesquisa da Universidade Vanderbilt, nos Estados Unidos, revela que quatro em cada 10 brasileiros têm medo de ser assassinados. De outubro de 2015 a março desde ano, foram ouvidas 1.500 pessoas em cada um dos seis países latino-americanos com maior número de homicídios (Brasil, El Salvador, Guatemala, México, Honduras e Venezuela). Em Três Lagoas, o ano de 2017 já é o mais violento dos últimos cinco: foram 21 assassinatos só nos primeiros seis meses.

“Claro que sinto medo (de ser assassinada). Muitas vezes as pessoas matam para te roubar, tenho muito medo, sim”, diz a assistente social aposentada, Rita Diniz Santos. “Eu não tenho disposição para sair após as 10 horas da noite para uma caminhada, já requer uma certa cautela”, completa.

Ainda de acordo com o estudo, o Brasil só fica atrás da Venezuela na percepção de insegurança. Por lá, cinco em cada 10 entrevistados disseram ter medo de ser vítima de um homicídio. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o Brasil tem a nona maior taxa de homicídios do mundo: são 30 para cada 100 mil habitantes.

“O pânico é grande, acho que isso acontece no Brasil inteiro. Eles matam mesmo, sem dó”, opina a autônoma Cássia Mariano Perez.

Leia Também