CARREIRA

Comissão vai elaborar proposta de reestruturação da carreira militar

Um total de 3388 militares se beneficiaram das promoções funcionais que representam um ganho médio de 3% nos salários da categoria

Por Redação 13 SET 2017 - 10h:00

Cumprindo mais um compromisso pactuado com os militares de Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado,por meio da Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD), oficializou nessa terça-feira (12), por meio de publicação em Diário Oficial do Estado (DOE), a criação de uma comissão mista para elaborar proposta de reestruturação das carreiras de Policial Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul.

Coordenada pelo secretário-adjunto da Secretaria de Administração e Desburocratização, Édio de Souza Viégas, a comissão será integrada e composta pelo Tenente Coronel Marcelo Olassar Ramirez Dias, Tenente Coronel Divino Lopes Farias e pelas servidoras da Coordenadoria especial de Gestão de Pessoas da SAD, Lea Maria de Souza Ribeiro e Terezinha Arantes Bernardes, e terá a missão de apresentar uma nova proposta para as carreiras militares, além de organizar um planejamento de concursos públicos para ingresso nas respectivas carreiras.

Valorização

Com mais de cinco mil policiais na ativa, entre 2015 e 2017, um total de 3388 militares da Instituição se beneficiaram das promoções funcionais que representam um ganho médio de 3% nos salários da categoria. No acumulado de 2015, o ganho real de um soldado chega a 37,2%, incluindo o reajuste linear de 2,94% concedido a todos os servidores públicos estaduais neste ano.

Além das promoções, 3879 policiais militares passaram por cursos de formação nos últimos três anos. Os principais cursos são: Curso de Formação de Soldados, Curso de Formação de Cabos e Curso de Formação de Sargentos. Estão em andamento: Curso Superior de Polícia (40 tenentes-coronéis), Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (40 capitães e o curso de Habilitação de Oficiais com 59 alunos Oficiais oriundos do quadro de praças)

O Programa de investimentos “MS Mais Seguro”, lançado em julho de 2016, tem garantido mais de R$ 115 milhões para a estruturação das instituições ligadas à Segurança Pública, sendo mais de R$ 76 milhões em forma de viaturas, armamentos, convocação de efetivo e reestruturação da segurança pública nos 79 municípios.

Recentemente, o governador Reinaldo Azambuja anunciou a abertura de 600 vagas, sendo 300 para o curso de formação de cabos e 300 vagas para o curso de formação de sargentos, ações que totalizam mais de R$ 3 milhões em investimentos na carreira dos policiais militares de Mato Grosso do Sul.

(Informações da Secretaria de Administração e de Desburocratização)

Leia Também

Newsletter

Receba conteúdos exclusivos no e-mail.